Atualidade
Governo quer um em cada cinco novos contratos com renda acessível
O Governo vai lançar, no próximo ano, o programa de arrendamento acessível, que vai atribuir benefícios fiscais — a isenção de IRS sobre os rendimentos das rendas e uma redução do IMI — aos senhorios que cobrem rendas mais baixas do que as que são praticadas no mercado.

Numa perspetiva “otimista”, a secretária de Estado da Habitação, Ana Pinho, espera que, no final do próximo ano, 20% dos novos contratos celebrados estejam inseridos neste programa. Se esse valor for alcançado, o impacto orçamental desta medida será de 2,3 milhões de euros em receitas fiscais que se perdem em 2018 e de outros 11 milhões no ano seguinte.

(Fonte: Economia online)
Partilhar: